terça-feira, 29 de março de 2011

O que se aprendeu pelo Estoril?

Vir ao Estoril reflectir acerca da responsabilidade social das Redes Sociais, da Comunicação Social foi sem dúvida interessante. Efectivamente não aprendi nada de novo, nada que já não soubéssemos, mas sobre o qual é importante reflectir.
Quando de uma entrevista longa, séria se retiram as últimas palavras ditas em tom de brincadeira e se elabora um título depreciativo… o que achar desse jornalista (talvez editor) que apenas se interessa em vender jornais?
Pensamos que deve ir ao encontro do seu código deontológico que certamente está esquecido. Estamos numa sociedade em que culpabilizamos os outros por tudo o que se passa, mas quando jornais/TV mentem, fabricam histórias e causam danos pessoais/familiares/sociais… quem os culpa?
Parece que ninguém ou poucos. Parece faltar à Comunicação Social alguma ética e responsabilidade social, pois lá porque a verdade é aborrecida e não lucra… não quer dizer que não deva ser dita…

Sem comentários: