sexta-feira, 1 de abril de 2011

E lá no congresso o que supreendeu?

Vir ao Congresso ouvir um Arquitecto (Duarte Lobo) falar de autismo foi de facto um momento marcante e surpreendente. Todos nós poderemos ter algo a dizer. Todos nós independentemente da área em que trabalhamos podemos opinar e caracterizar (ou tentar) aquilo que não entendemos. Aprendi que “Studium” pode ser caracterizado pelas interpretações culturais, linguísticas e politicas que fazemos de uma imagem. O “Punctum” é algo que provoca uma relação emocional que vai gerar ligação entre imagem e observador. Parece ser mais complicado não é? Talvez. O autismo caberá aqui? Tentar entrar naquelas mentes aparentemente impenetráveis não é tarefa para todos, para mim não é certamente. 

II Congresso Internacional do CADIn

Sem comentários: